Buscar
  • Marcus Denzo Sakae

Prazos Médios, Ciclos e Capital de Giro

(Pedro Dias)

Na semana passada, aprendemos sobre os prazos médios, de  recebimento (PMR), estocagem (PME) e pagamento (PMP). Aprendemos também que eles devem ser analisados em conjunto, visto que, individualmente eles fornecem poucas informações. Visto isso, hoje vamos falar de dois Ciclos: Ciclo Operacional e Ciclo Financeiro, e com eles, conseguimos analisar melhor a relação dos prazos médios.

Cronograma:

  1. Prazos Médios (23/05)

  2. Ciclo Financeiro e Operacional (30/05)

  3. Capital de Giro e Necessidade de Capital de Giro (05/06)

  • Ciclo Operacional (CO) 

Irá englobar todos os acontecimentos da organização. Tendo início com a compra da matéria-prima, passando pela produção, estocagem dos produtos acabados, vendas desses produtos e finaliza com o recebimento referente às vendas realizadas. Em outras palavras, é do dia em que a mercadoria é comprada até o dia que o cliente paga por ela. 

Ciclo Operacional = PME + PMR

E qual é o melhor Ciclo operacional possível?? - Depende, depende do ramo da sua empresa, depende do porte da sua empresa, dos fornecedores que ela faz negócio... Por exemplo, uma empresa de construção de Navio, possui ciclo operacional grande, pois, seu tempo de produção é alto, consequentemente seu PME é alto. Já um restaurante, possui um PME menor, visto que os insumos são perecíveis, portanto comprados sobre demanda. Um fato é, quanto maior o Ciclo Operacional, maior tende a ser o Ciclo Financeiro, portanto, maior será a sua necessidade de capital de giro (mas isso é tema da semana que vem). Ou seja, quanto mais rápido sua operação rodar, menor tende a ser a necessidade de capital de giro para manter o negócio funcionando. 
  •  Ciclo Financeiro (CF) 

Também pode ser chamado de ciclo de caixa. Este período irá dizer a respeito ao pagamento da matéria-prima até o recebimento pela venda do produto. Ou seja, é o caminho do dinheiro desde sua saída para entrega do produto até sua volta.

Ciclo Financeiro = PME + PMR - PMP

Destrinchando o Ciclo Financeiro com exemplos:
Imagine uma empresa que os Prazos Médios são:                                 PME= 10 PMR=20 e PMP=40, 
aplicando as fórmulas acima, o Ciclo Operacional = 30 e o Ciclo Financeiro= -10. Nesse exemplo, podemos concluir que o tempo que o fornecedor disponibiliza para o pagamento da mercadoria é tão grande, que a operação da uma volta completa (PMP > Ciclo Operacional). Isso significa que o fornecedor está financiando a operação para a empresa, o que é muito bom, pois não é necessário injetar capital para a operação dar uma volta completa.
Agora imagine o caso em que os Prazos Médios são:                               PME= 10, PMR= 20 e PMP=10, 
o Ciclo Operacional =30 e o Ciclo Financeiro=20. Nesse caso possuímos um CF positivo (PMP < Ciclo Operacional). Isso significa que a empresa necessita financiar a operação durante os 20 dias para manter seu negócio funcionando.
Assim podemos concluir que, quanto menor for o ciclo financeiro, melhor para empresa, pois mais rápido o dinheiro da uma volta completa, e menos tempo a empresa precisa financiar suas operações (se for negativo, melhor ainda!!!). E quanto maior o Ciclo Financeiro, pior para a empresa, pois, maior será sua necessidade de capital de giro para manter sua operação rodando. 

Após calcular seus ciclos, é necessário criar estratégias para reduzir o ciclo financeiro e o ciclo operacional, para fazer isso, é necessário analisar individualmente seus prazos médios, e defirnir formas de aumentar o PMP e reduzir os PME e PMR. Além disso, é necessário analisar também outros indicadores que conversam diretamente com os prazos médios e ciclos, por isso:

Semana que vem, conforme dito inicialmente, o tema será:

Capital de Giro e Necessidade de Capital de Giro

Até lá!!

75 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo